Arouca – FC Porto, 0-2 (Crónica)

4 meses ago
92

No fim de semana anterior ao clássico entre leões e dragões, o FC Porto entrou na jornada 21 da Liga Bwin para defrontar o Arouca. O intuito de manter a liderança folgada de 6 pontos foi atingido nesta ronda com sucesso, apesar das adversidades da primeira parte e o contratempo da segunda.

O atual líder do campeonato entrou para este jogo com pouca proatividade nos primeiros 20 minutos. Desconcentrações, alguma falta de agressividade e pouca reação rápida à perda da bola tornaram a primeira parte bastante intermitente para os Dragões. Ao ponto de, não existir remates efetuados pelos dragões (com exceção do golo anulado ao Evanilson no minuto 19).

Dessa forma, o Arouca tentou atacar a profundidade, principalmente na lateral de Bruno Costa. O médio portista, pouco habituado ao posicionamento e articulação na linha defensiva, levou com os principais lances de perigo na primeira parte por parte dos arouquenses. Contudo, ressalvar o regresso de Pepe à titularidade que com excelentes timings de corte, antecipação e desarme que permitiram uma maior segurança nas investidas do ataque adversário.

Com o início da segunda parte, a toada do jogo continuou durante os primeiros minutos. Até que, aos 54 minutos, Vitinha realiza um belo remate fora da área. Cheio de efeito e força, o médio Portista ao seu jeito mudou o rumo do jogo e, consequentemente, o placar categoricamente. Pouco tempo depois, e ainda com o ímpeto do primeiro golo, livre direto marcado com a mestria de Fábio Vieira e, Mbemba no sítio certo à hora certa, aumenta a vantagem dos Dragões. Com pouco menos 1 hora de jogo, 0-2 em Arouca.

Após estes acontecimentos fulcrais da partida, os níveis de motivação caíram do lado do Arouca. Assim, o FC Porto conseguiu dominar o rumo do jogo de forma mais sustentada. Por isso, para além da estreia do ex FC Porto, Galeno, Stephen Eustáquio teve também os primeiros minutos de camisa azul e branca vestida.

Apesar da deficiente reação arouquense aos golos sofridos, foi num raro ataque à baliza do FC Porto que acontece a única má noticia desta noite para os Dragões. Diogo Costa, após saltar para agarrar o esférico, cai de forma aparatosa. As dores do guardião portista eram visíveis aos olhos dos espetadores, ao ponto de precisar de ajuda médica para abandonar o relvado e, consequentemente, a necessária entrada de Marchesín para ocupar o seu lugar no resto da partida.

Em suma, os portistas encerram a jornada 21 como pretendiam finalizar. O regresso vigoroso de Pepe, a exibição sólida de Grujic e a preponderância de Vitinha e Fábio Vieira são aspetos positivos a perspetivar o clássico. Contudo, a lesão inesperada do guarda-redes português coloca dúvidas na baliza dos portistas para o jogo decisivo no Estádio do Dragão.

SIGA-NOS

Nas redes sociais

Notícias relacionadas

em destaque

Marche quer jogar mais, mas garante querer «o melhor para o clube»

Titular durante toda a competição, Marchesín consagrou-se também como vencedor da Dobradinha e estava naturalmente feliz no final do encontro. No entanto, o guarda-redes argentino...

2

Mbemba: «Seja qual for o meu futuro serei sempre portista»

3

Jornalista francês afirma: Diretor do PSG reuniu-se com Conceição

4

Namaso aborda o futuro: «Vamos ver o que acontece»