Escolher o FC Porto? «Foi fácil»

4 meses ago
124

O médio ofensivo Fábio Vieira é figura de destaque do renovado FC Porto e deu uma grande entrevista à revista Dragões. O internacional jovem português aproveitou para recordar alguns dos melhores momentos da sua formação no Olival e relata o momento em que trocou o Feirense pelos portistas aos 9 anos.

Escolher o FC Porto entre vários interessados

«Foi fácil, ainda que numa primeira fase o FC Porto não fosse um dos clubes que estava em contacto com os meus pais. Eram outros dois clubes portugueses, mas assim que chegou o FC Porto não pensei duas vezes e não hesitei junto do meu pai, pois queria muito vir para o FC Porto. Tinha oito anos. Era mais fácil. Era mais fácil para mim e também para os meus pais, pois ir para outro clube implicaria sair da minha zona. Era muito miúdo e os meus pais ainda não tinham possibilidades para me acompanhar de forma tão frequente. Como era mais perto e como era o FC Porto, um clube gigante, não tive dúvidas».

A conquista da Youth League

«Vai ser, sem dúvida, pois foi a primeira final europeia que ganhei. Já estive noutras duas, que perdi, mas essa ganhei e, sendo pelo FC Porto, uma competição que nunca ninguém tinha ganho em Portugal, foi muito importante para mim e para o clube. Ficámos muito contentes.»

O sucesso da geração dourada

«Sentíamos que podíamos fazer coisas muito positivas com a equipa que tínhamos. Nesse ano tínhamos uma equipa muito boa, nomeadamente no que diz respeito à qualidade individual de cada um. A partir daí, a qualidade coletiva vinha ao de cima. Conseguimos agregar tudo isso, unimo-nos muito e conseguimos um feito que foi histórico para todos nós.»

Presença da formação no plantel principal

«Temos uma formação muito boa e miúdos com muitas capacidades, algo que se tem evidenciado nos últimos anos com a quantidade de jovens que chegam à equipa principal do FC Porto e que conseguem manter-se lá. É muito difícil, mas é fruto da nossa qualidade e do bom trabalho que o FC Porto está a fazer.»

SIGA-NOS

Nas redes sociais

Notícias relacionadas

em destaque

Marche quer jogar mais, mas garante querer «o melhor para o clube»

Titular durante toda a competição, Marchesín consagrou-se também como vencedor da Dobradinha e estava naturalmente feliz no final do encontro. No entanto, o guarda-redes argentino...

2

Mbemba: «Seja qual for o meu futuro serei sempre portista»

3

Jornalista francês afirma: Diretor do PSG reuniu-se com Conceição

4

Namaso aborda o futuro: «Vamos ver o que acontece»