• Notícias
  • Fábio Vieira e a exigência de Conceição: «Uma realidade a que não estava habituado»

Fábio Vieira e a exigência de Conceição: «Uma realidade a que não estava habituado»

4 meses ago
101

O FC Porto lançou a nova edição da sua revista mensal Dragões onde dá destaque desta feita a Fábio Vieira. O talentoso médio dos portistas recordou o seu percurso e comentou a transição para o futebol sénior ao leme do técnico Sérgio Conceição.

Influência de Sérgio Conceição no seu crescimento

«Sim, sem dúvida! Com Sérgio Conceição aprendi muitas coisas que não estava habituado a ter no meu jogo. Ele foi o primeiro treinador que realmente me incutiu aquilo que eu devia acrescentar ao meu jogo para chegar a um nível de topo, que é aquilo que desejo».

Trabalhar com o técnico

«Às vezes é duro, tem os seus dias, mas faz parte. Queremos estar sempre no nosso máximo e ele também procura que a equipa esteja sempre no máximo, o que é completamente normal».

Exigência no plantel principal

«Foi uma realidade a que não estava habituado e faz parte. Todos os treinadores são diferentes e temos que nos adaptar a cada um deles da melhor forma. Consegui adaptar-me facilmente e sinto-me muito bem»

Crescer com… e sem bola

«Sentia que tinha que melhorar muito aquilo que era o meu compromisso sem bola, por exemplo. Sei das minhas qualidades, sei da qualidade que tenho com bola, mas sabia que só isso não chegava. Essa foi uma das coisas que o mister me incutiu desde o início, a certa altura só se preocupando com esse momento comigo para poder melhorar e ajudar mais a equipa.»

SIGA-NOS

Nas redes sociais

Notícias relacionadas

em destaque

Marche quer jogar mais, mas garante querer «o melhor para o clube»

Titular durante toda a competição, Marchesín consagrou-se também como vencedor da Dobradinha e estava naturalmente feliz no final do encontro. No entanto, o guarda-redes argentino...

2

Mbemba: «Seja qual for o meu futuro serei sempre portista»

3

Jornalista francês afirma: Diretor do PSG reuniu-se com Conceição

4

Namaso aborda o futuro: «Vamos ver o que acontece»