FC Porto – Gil Vicente 1-1 (Crónica)

3 meses ago
77

Na entrada para a jornada 24 da Liga Bwin, os Dragões tinham a possibilidade de aumentar a vantagem pontual sobre o segundo classificado. Contudo, apesar de as circunstâncias iniciais do jogo terem proporcionado uma ideia geral no adepto comum que o objetivo podia ser cumprido, não foi o que aconteceu.

Praticamente a equipa do Gil Vicente entrou no jogo com menos um atleta. O médio gilista Carvalho foi expulso ao minuto 3 após derrubar Evanilson na imediação da área. Este acontecimento do jogo foi claramente a causa efeito de todos pormenores da primeira parte. Posse de bola consolidada dos portistas, raros ataques eficientes dos visitantes à baliza de Diogo Costa e um ataque continuado da equipa da casa. Porém, com uma rapidez insuficiente na tomada de decisão no último terço, a defesa coesa dos comandados de Ricardo Soares aguentou o 0-0 até ao intervalo.

Depois da entrada de Galeno no primeiro tempo com o intuito de utilizar os recursos do brasileiro na extremidade do campo para abrir a compacta equipa do Gil Vicente, os 15 minutos iniciais do FC Porto na segunda parte foram mais proativos e com maior número de oportunidades claras de golo. No entanto, depois de uma bela jogada dos atletas gilistas, inesperadamente, e com a ajuda técnica de Fran Navarro, a equipa visitante adiantasse no marcador pouco depois do minuto 60. A reação dos Dragões aconteceu pouco depois, igualando o marcador com a assistência aérea de Taremi para Evanilson encostar na linha de golo.

Sérgio Conceição, após a igualdade no placard, aproveitou a ocasião para restabelecer os índices de condição física da equipa e uma maior preponderância atacante nos seus elementos. Ou seja, as entradas no relvado de Francisco Conceição, Fábio Vieira, Toni Martinez e do Wendell tinham a ideia de proporcionar uma maior criatividade no ataque e um fortalecimento na área adversária.

Todavia, o ataque continuado do FC Porto apesar de ter engrandecido nos longos 20 minutos finais, a equipa de Ricardo Soares teve o mérito de aguentar-se firme e coesa até ao último minuto de jogo e com algumas bolas a rondar os ferros da baliza de Andrew, o resultado permaneceu inalterado até ao fim. Os Dragões mantêm a vantagem sobre os leões na liderança do campeonato, no entanto, perdeu uma chance fulcral de conseguir consolidá-la.

SIGA-NOS

Nas redes sociais

Notícias relacionadas

em destaque

Marche quer jogar mais, mas garante querer «o melhor para o clube»

Titular durante toda a competição, Marchesín consagrou-se também como vencedor da Dobradinha e estava naturalmente feliz no final do encontro. No entanto, o guarda-redes argentino...

2

Mbemba: «Seja qual for o meu futuro serei sempre portista»

3

Jornalista francês afirma: Diretor do PSG reuniu-se com Conceição

4

Namaso aborda o futuro: «Vamos ver o que acontece»