FC Porto – Sporting, 2-2 (Crónica)

3 meses ago
76

Sexta-feira de clássico no Norte de Portugal, com a FC Porto a receber os leões na Invicta. A jornada 22 da Liga Bwin antevia-se muito importante para o desfecho do campeonato. No entanto, a continuidade de 6 pontos que distanciavam os oponentes manteve-se e, apesar das enormes controvérsias ao longo da partida, o empate foi o resultado final.

Os comandados de Sérgio Conceição entraram na partida com um ímpeto bastante pressionante e confiante. Várias ocasiões de golo relevantes, bastantes bolas paradas perigosas e uma posse de bola eficiente definiram bem os primeiros 15 minutos de jogo. Porém, a boa eficácia posicional dos leões e assertividade na única ocasião nos primeiros minutos fez o 1-0 no marcador, através do cabeceamento decisivo de Paulinho.

Durante os 15 minutos seguintes, a intermitência atacante do Porto permaneceu de forma regular, mas pouco eficaz. Com uma bela jogada coletiva finalizada por Nuno Santos, o Sporting dilatou o marcador de forma avassaladora. Pouco depois do segundo golo da equipa forasteira, Fábio Vieira reduz o marcador com um belo remate na entrada da área.

A segunda parte inicia-se com o momento do jogo que mudou todo o seu rumo. O central do Sporting, Coates, é expulso ao travar a corrida de Evanilson em direção à baliza de Adan. Desta forma, o paradigma do clássico reformulou-se. A insistência de ataque continuado do FC Porto manteve-se durante boa parte do tempo. Até que, ao minuto 78, ocorreu o empate na partida. Mais uma vez, uma belíssima assistência de Fábio Vieira para Taremi cabecear para o fundo da baliza do guarda-redes sportinguista.

Nos últimos 10 minutos de jogo (adicionando ainda a compensação) o jogo pauta-se por inúmeras quezílias e incidentes conflituosos de ambas as partes em campo, não permitindo qualquer tipo de analise futebolística possível do ponto de vista tático. Contudo, é de ressalvar que os portistas encerram o clássico da mesma forma que começaram a jornada anterior. Líderes da Liga Bwin com uma boa vantagem pontual e mantendo intacta a invencibilidade na Invicta e no campeonato em si.

SIGA-NOS

Nas redes sociais

Notícias relacionadas

em destaque

Marche quer jogar mais, mas garante querer «o melhor para o clube»

Titular durante toda a competição, Marchesín consagrou-se também como vencedor da Dobradinha e estava naturalmente feliz no final do encontro. No entanto, o guarda-redes argentino...

2

Mbemba: «Seja qual for o meu futuro serei sempre portista»

3

Jornalista francês afirma: Diretor do PSG reuniu-se com Conceição

4

Namaso aborda o futuro: «Vamos ver o que acontece»