Paços de Ferreira – FC Porto 2-4 (Crónica)

3 meses ago
46

Os Dragões partiram para a ronda 25 da Liga Bwin com uma tarefa difícil pela frente. Historicamente o Paços de Ferreira têm sido uma equipa que têm colocado grandes dificuldades ao FC Porto. Por isso, a concentração dos comandados de Sérgio Conceição teve de estar nos índices mais altos para sair da Capital do Móvel com 3 pontos na bagagem.

Durante os 15 minutos iniciais os portistas dominaram a posse de bola quase a campo inteiro de forma coesa e consistente. O controlo dos ritmos de jogo conjuntamente com a forte pressão sobre o portador da bola possibilitavam níveis exibicionais satisfatórios para inaugurar o marcador. Assim, perto da passagem do minuto 20, Pepê finaliza uma excelente jogada coletiva “tricotada” pelo cerebral Vitinha e assistida na lateral por Wendell.

No entanto, apesar do jogo correr de feição à equipa visitante, numa desatenção defensiva do FC Porto, Juan Delgado empata ao segundo poste para a equipa da casa aos 31 minutos do jogo. Contudo a reação do FC Porto não demorou muito mais que 5 minutos. Taremi recupera a posse de bola em zona alta e consegue aparecer em zona dianteira para assistir Evanilson para o segundo golo dos Dragões antes do intervalo.

O início da segunda parte pauta-se igual à primeira, belas jogadas coletivas dos dragões com bastante criatividade no último terço do campo. Até que, ao minuto 53, a nota artística de Vitinha e Taremi é finalizada com perfeição por Evanilson, que bisa na partida e aumenta a folga no resultado. A eficácia de decisões certeiras na zona dianteira do terreno estava de tal ordem boa que, mais uma vez, a dupla Evanilson-Taremi volta a fazer estragos pouco tempo depois. Nesta ocasião, em papéis trocados, Evanilson de garçom e Taremi de matador, dilatam o marcador para 1-4 na Mata Real. Com este jogo apelativo, apesar da superioridade clara da equipa do FC Porto, os comandados de Sérgio Peixoto não desapareceram do jogo. Ao minuto 66, novamente num erro defensivo clamoroso dos portistas, Gaitan reduz para a equipa do Paços de Ferreira.

Até ao final do encontro, Sérgio Conceição realizou algumas substituições no onze que iniciou a partida. O calendário apertado do FC Porto aliado ao acumular de minutos nas pernas pesaram nas saídas de Taremi, Evanilson, Otávio e Vitinha do terreno de jogo. A fase de gestão do ritmo do jogo prolongou-se até ao último minuto do jogo proporcionando a manutenção do resultado de forma tranquila.

SIGA-NOS

Nas redes sociais

Notícias relacionadas

em destaque

Marche quer jogar mais, mas garante querer «o melhor para o clube»

Titular durante toda a competição, Marchesín consagrou-se também como vencedor da Dobradinha e estava naturalmente feliz no final do encontro. No entanto, o guarda-redes argentino...

2

Mbemba: «Seja qual for o meu futuro serei sempre portista»

3

Jornalista francês afirma: Diretor do PSG reuniu-se com Conceição

4

Namaso aborda o futuro: «Vamos ver o que acontece»